Opinións de
Maurício Castro
   

Marx e a esquerda-tricórnio (espanhola)

Até a náusea assistimos a diário à “grande descoberta” que fam os dirigentes da esquerda espanhola (ou pró-espanhola), quando tentam advertir-nos sobre a natureza do nacionalismo catalám: “é burguês!”, “representa a...

Seis bons motivos para nom perder o filme ‘O Jovem Marx’

Na semana passada tivem ocasiom de desfrutar, por duas vezes, o filme do realizador haitiano Raoul Peck , sobre a etapa de formaçom de Karl Marx como militante e intelectual, até a publicaçom do seu Manifesto Comunista: O jovem Marx .   Resolvim vê-lo sem esperar à...

A recentralizaçom que vem

A firme vontade catalá para dar passos em direçom à sua plena soberania, sempre com base na aplicaçom do inalienável direito de autodeterminaçom, espoletou umha forte reaçom do Estado espanhol para evitar a rutura que nom houvo à morte de Franco.  ...

O velho István Mészaros e a nossa caixa de ferramentas

Amiúde falamos sobre as vantagens da nossa inserçom no espaço mundial de expressom galego-luso-brasileira, que nos permite o acesso a todo aquilo que a maior parte do nosso povo até hoje nom conheceu, ou só conheceu através do espanhol.   Isso pode muito bem...

Cuba, os furacáns e o socialismo

Amiúde, vemos opinadores profissionais dos meios do sistema ridicularizar as precárias condiçons de vida em Cuba, apontando para ela como o exemplo paradigmático da inviabilidade do socialismo. Quem já lá estivo –eu estivem há uns bons 26 anos– sabe que...

Despedida para o John, um amigo e camarada

Texto lido no dia 24 de junho de 2017 no Cemitério de Santa Icia de Trasancos, Narom, no ato civil de despedida a Joám Paz Lopes, John (1967-2017)

Esquerda e pós-modernidade: cidadania, pobreza e empreendedorismo

Pode parecer um dramatismo excessivo, mas som muitas a evidências de que vivemos tempos de dissoluçom de toda umha civilizaçom, a burguesa-capitalista. Ao longo de vários séculos, ela tivo, como todas as civilizaçons históricas anteriores, a sua época de...

Vânia, Virgínia e Leda: Três marxistas brasileiras

Já noutras ocasions tenho escrito neste mesmo espaço algumha resenha dedicada a autores marxistas situados na nossa área lingüística internacional, com um duplo objetivo: recomendar a sua obra polo interesse real dela e, também, lembrar a necessidade de quebrarmos o...

14 expressons que (nom) só existem em galego

Ao cuidado de Xesús Alonso Montero Dando umha vista de olhos a um conhecido jornal espanhol, deparei-me com um artigo de promoçom das próprias essências lingüístico-culturais, em linha com o tam habitual e pouco subtil chauvinismo que define o panorama mediático...

Sobre o feitiço do fetichismo (e III)

Enquanto a hegemonia política do capital se sustenta em partes iguais sobre a violência e o consenso, a superaçom do sistema, e nom só do regime concreto que o representa, deverá surgir da transformaçom material da forma capitalista de reproduçom social, culminando a...

Sobre o feitiço do fetichismo (II)

Esperamos que, apesar da brevidade, os apontamentos da primeira parte deste texto tenham ajudado a esclarecer minimamente o mecanismo social do 'fetichismo', um fenómeno tam antigo que mesmo lingüisticamente foi rebatizado no século XVIII em francês a partir de um vocábulo...

Sobre o feitiço do fetichismo (I)

Algumhas categorias das ciências sociais, por causa do sua vulgarizaçom no discurso de certa esquerda, som vistas como apoios discursivos sem conteúdo real, que pouco acrescentam sobre aquilo que se queria transmitir... isso quando realmente se quer transmitir algumha cousa. Umha...

As contradiçons do intérprete Monedero

Tido por ideólogo e consciência crítica radical de Podemos, o professor Juan Carlos Monedero dedicou neste dia 8 de junho o comentário no seu videoblog a fazer de intérprete do candidato Pablo Iglesias, quem leva dias confessando repetidamente o caráter social-democrata da...

O que fai falta

Partamos de reconhecer umha evidência: apesar desta profunda crise, a hegemonia reacionária, burguesa e espanhola impom-se hoje na Galiza com mais doses de consenso do que de violência explícita, embora sempre subsista a estrutural. O Estado espanhol e o sistema a que serve mantenhem o...

Sem alternativa à economia de mercado?

Assim de contundente foi o líder da alternativa eleitoral ao bipartidarismo espanhol vigorante, em declaraçons recentes ao The Wall Street Journal.

O paradoxo trágico do galego

As percentagens de falantes nas cidades da Galiza entre a populaçom mais jovem som totalmente marginais, quase irrelevantes.

Leninismo e libertaçom nacional (II)

Como primeira caraterística do pensamento de Lenine, já desde 1903, em que começa a escrever sobre o assunto, devemos destacar o reconhecimento explícito do direito de autodeterminaçom e o rejeitamento aberto da opressom nacional. De facto, o POSDR (Partido Operário Social democrata Russo) converteu-se nesse ano no primeiro partido marxista a incluir no seu programa o direito de autodeterminaçom.

Leninismo e libertaçom nacional (e III)

Até aqui vimos, de maneira esquemática, o desenvolvimento do pensamento de Lenine avançar ao ritmo dos acontecimentos políticos, sempre estreitamente ligado ao pulso da realidade e das necessidades do avanço da luita revolucionária.

Leninismo e libertaçom nacional (I)

A questom nacional no marxismo tem sido objeto de umha importante produçom teórica que parte dos fundadores, Karl Marx e Friederich Engels, se bem é preciso afirmar desde já que nom foi um tema central em nengum deles, nem é a marxista a primeira corrente de pensamento interessada no assunto. 

Rebanhismo ou soberania informativa galega?

Seguindo a pauta marcada por umha agência informativa espanhola, vários meios galegos assinalárom hoje o "acento gallego" como traço relevante num assalto a um banco acontecido na Merca.

Rosalia Mera e o papel da burguesia galega

A morte, em datas recentes, de umha representante da alta burguesia galega serviu para trazer à atualidade galega vários assuntos relacionados com a sociedade de classes em que vivemos e o caráter, também inequivocamente de classe, dos diferentes poderes que a sustentam.

 

O acidente de Angrois e o racismo contra o galego

Fique descansado quem julgar que vou somar-me aos já numerosos contributos jornalísticos e de opiniom sobre questons técnicas e responsabilidades políticas que cada vez mais claramente enxergamos como existentes em torno do terrível acidente ferroviário de Compostela.

x