Presença galega no Festival Literário Internacional de Óbidos

Presença galega no Festival Literário Internacional de Óbidos
Cristina Novoa, asesora técnica de Bibliotecas escolares
Cristina Novoa, asesora técnica de Bibliotecas escolares  

O Fólio, Festival Literário Internacional de Óbidos, em Portugal, a decorrer de 10 a 20 de outubro de 2019, contará com presença galega no marco do Folio Educa.

 

 


Óbidos, uma pequena vila portuguesa com perto de 2.200 habitantes e, desde 2015, considerada pela Unesco como cidade literária, acolhe um dos mais interessantes Festivais Literários dos últimos tempos, o Fólio. Todo ano, este Festival seleciona um tema principal e atual sob o que se expande a programação. Para a presente edição será O Tempo e o Medo, “uma das temáticas mais urgentes deste século”, aclara no programa principal.

O Festival Literário Internacional de Óbidos junta fundações, editoras, institutos e grupos de trabalhos e, neste contexto, o Fólio contará com presença galega para falar sobre o aproveitamento das bibliotecas com a finalidade de criar ou consolidar leitoras e leitores. Será na sexta-feira 11 de outubro, no Espaço Ó e no marco do Folio EDUCA, com a Masterclass “Comunidades Leitoras, Clubes de Leitura e Bibliotecas Escolares”, que desenvolverá Cristina Novoa, especialista no assunto e assessora técnica de Bibliotecas Escolares da Galiza. Também no marco do Folio Educa, o domingo 13 de outubro, às 18 horas na Biblioteca Municipal de Óbidos, realizarão a tertúlia Leitura, Inclusão, Bibliotecas, Educaçã”, na qual participará Paz Pereiro (Biblioteca Inclusiva, Consellería de Educación) junto com Goretti Cascalheira (Biblioteca Municipal Torres Vedras), Maria de Lurdes Novo (Agrup. Escolas do Monte da Lua, Sintra), Joana Rodrigues (Agrup. Escolas de São Gonçalo, Torres Vedras), Carla Gomes (CIM Alto Minho), Miguel Horta (Laredo Associação Cultural), com a moderação de Helena Brígida (RBE). Antes, às 17 horas no mesmo espaço, inaugurarão a exposição “Dilfícil” (Leitura – histórias de caminhos largos a passar pelo Fólio EDUCA), na qual participará a Rede de Bibliotecas da Galiza como entidade convidada.

O  FÓLIO contará com presença galega para falar sobre o aproveitamento das bibliotecas com a finalidade de criar ou consolidar leitoras e leitores.

O evento, que se define pela sua interdisciplinaridade, conta com espaços de música, literatura, arte, jornalismo, educação e palestras. Além disso, e segundo o programa apresentado pela organização, a presente edição do Fólio é a mais internacional até a data, “com a participação de mais de uma dezena de países espalhados por quatro continentes (Angola, Bélgica, Brasil, Cabo Verde, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália ou Suécia)”, indicam. Assim, o programa inclui nomes de autoras e autores de referência que foram desafiados a falar sobre o(s) medo(s) nas suas respetivas obras literárias, como Alexandre Andrade, Joana Bértholo, Dulce Maria Cardoso, Hélia Correia, José Gil, Lídia Jorge, Nuno Júdice, Rui Cardoso Martins, Ricardo Araújo Pereira, Rui Pedro Tendinha, Patrícia Reis, Valério Romão; Ralf Rothmann (Alemanha); José Eduardo Agualusa, Júlio Almeida, Ondjaki (Angola); Tati Bernardi, Geovani Martins, Paulo Werneck (Brasil); Christoffer Petersen (Dinamarca/Gronelândia); Marina Perezagua (Espanha); John Freeman, Donald Ray Pollock (EUA); Mathias Énard (França); Elena Varvello (Itália) e Arne Dahl (Suécia). Pode-se consultar o programa completo aqui