O LÍDER DO PT LEVA 167 DIAS NA CADEIA

Chomsky visita Lula na prisão e diz que por direito teria de ser o presidente do Brasil

Chomsky visita Lula na prisão e diz que por direito teria de ser o presidente do Brasil
Chomsky, durante o ato organizado pela fundação do PT
Chomsky, durante o ato organizado pela fundação do PT  Foto: PT

Ícone da esquerda alternativa mundial desde no mínimo meados dos anos 60 —quando deu ao prelo o livro A responsabilidade dos intelectuais—, Noam Chomsky ainda se mantém ativo na defesa das causa que ele acredita justas. Embora ter quase 90 anos, viajou ao Brasil para estes dias protagonizar um acto da fundação do PT e ter uma entrevista na cadeia com Lula da Silva.


Chomsky palestrou num acto organizado pela Fundação Perseu Abramo sob o título genérico de Seminário Internacional. Ameaças à democracia e à ordem multipolar e no seu discurso relatou como o triunfo do neoliberalismo "na esfera política e económica" tem degradado a democracia e produzido uma profunda involução ideológica.

O deslizamento das sociedades rumo à direita tem sido tão marcante nas últimas décadas que, exemplificou Chomsky, hoje o senador do Partido Democrata estadunidense Bernie Sanders "é retratado como um revolucionário por sustentar pontos de vista que Eisenhower —presidente republicano durante a década dos 50— talvez acharia completamente normais".

Mas o sentido da viagem de Chomsky ao Brasil foi o de fazer campanha a favor do PT e o de ressalvar a injustiça que se comete com Lula ao expulsá-lo da carreira eleitoral. "Por direito ele teria de ser o presidente do Brasil", disse o veterano lingüista e filósofo após se entrevistar em Curitibia com o líder histórico do PT na cadeia em que ele está encerrado desde há 167 dias.

Chomsky e Lula tiveram o seu primeiro encontro há 20 anos, rememorou o autor de obras como Pirates and Emperors: International Terrorism and the Real World ou What Uncle Sam Really Wants. Naquela primeira entrevista, o político trabalhista dissera-lhe ao professor do Instituto de Tecnologia de Massachussets que não acreditava que pudesse conseguir a presidência do país. "Mas ele sim foi eleito presidente, fez coisas maravilhosas e isto indica-nos o que pudesse vir a ocorrer no futuro", concluiu Chomsky.