Investigam o guru económico de Bolsonaro por fraude à custa de empresas públicas

Investigam o guru económico de Bolsonaro por fraude à custa de empresas públicas
Paulo Guedes
Paulo Guedes  

Devoto de Milton Friedman, defende um programa maciço de privatizações. É o homem escolhido por Jair Bolsonaro para ganhar a confiança dos mercados, que até há pouco viam no ultra-direitista alguém muito partidário da intervenção do sector público na economia. Agora a Procudoria [fiscalia] investiga Paulo Guedes por pretensamente estar envolvido em fraudes à custa de entidades propriedade do Estado.


A notícia de Paulo Guedes estar incurso numa pesquisa do Ministério Público é um sério contratempo para a candidatura de Jair Bolsonaro, quem venceu com mais comodidade da prevista no primeiro turno das eleições brasileiras (domingo 8 de outubro).

Segundo as investigações, e de acordo com uma informação que avança a Folha de São Paulo. Guedes teria participado com executivos do Partido dos Trabalhadores e do Movimento Democrático Brasileiro numa fraude com fundos de pensões.

Guedes teria captado em seis anos perto de um bilhão de reais, por volta de 234 milhões de euros.

As entidades das que teria obtido os fundos são, entre outras, o Banco de Brasil, Petrobras e Correios.



x