HISTÓRICA DERROTA DO PT

A vitória de Bolsonaro põe a extrema direita no governo do Brasil

A vitória de Bolsonaro põe a extrema direita no governo do Brasil
bolsonaro
bolsonaro  

Obteve 55,1% dos votos face ao 44,9% de Fernando Haddad. 10 milhões de sufrágios de distância. Na sua mensagem ao país após se conhecerem os resultados, o presidente eleito afirmou que esta "é uma missão divina".


Jair Bolsonaro vai ser o novo presidente do país. O ex militar, nostálgico da ditadura, racista, machista, homófobo e profundamente conservador, conseguiu 55% dos votos na segunda volta das eleições brasileiras. São 10 pontos mais que os que apanhou Fernando Haddad, candidato do PT, que nestes dias logrou cortar a vantagem de até 18 pontos que os inquéritos lhe davam a Bolsonaro. Mais não foi suficiente e a vitória do ultra é clara e muito expressiva. Nos estados mais populosos e politicamente claves do país —Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro— as percentagens de apoio para Bolsonaro alcançaram o impressionante patamar de 70 por cento.

Num discurso desde a sua casa através de FB Live já com os resultados apurados, Bolsonaro rezou da mão com um pastor evangélico e prometeu "mudar Brasil" e fazer um governo "democrático e constitucional". "Esta é uma missão divina", disse, "que não se escolhe, cumpre-se". Milhares dos seus e das suas apoiantes saíram às ruas em diferentes cidades para festejarem o triunfo do filo-fascista..


Fernando Haddad, de por parte, endereçou uma mensagem de ânimo aos seus 45 milhões de votantes: "Não temos medo. Estamos aqui de mãos unidas e com coragem".