Enfermeiro, a palavra do ano em Portugal

Enfermeiro, a palavra do ano em Portugal
Enfermeira
Enfermeira  

A que registou mais procuras na rede, também a mais votada num evento promovido por Porto Editora. A segunda palavra classificada foi "professor". Em 2017 o vocábulo do ano foi "incêndios".


Na votação para eleger a palavra do ano, "enfermeiro" obteve 37,8 por cento do total de 226 mil votos emitidos, por cima dos alcançados por "professor", que ficou com 33,4 por cento dos apoios. A participação, histórica, é muito superior à do ano passado, apenas 30 mil pessoas.

A popularidade de "enfermeiro" e "professor" tem a ver com as demandas destes colectivos de profissionais de melhoras nas suas condições laborais após anos de sérios cortes no gasto público en sanidade e ensino por parte dos sucesivos governos.

As outras palavras candidatas foram "assédio" (pelo movimento #Metoo), "especulação", "extremismo", "paiol" (pelo desaparecimento de armas dum depósito em Tancos), "populismo", "privacidade", "sexismo" e "toupeira" (por notícias que apontam a que o clube de futebol Benfica dispõe duma rede de informadores no poder judiciário do país).



x