A Rede da GaliLusofonia perfila a sua estrutura interna e programa uma nova reunião em Cedeira

A Rede da GaliLusofonia perfila a sua estrutura interna e programa uma nova reunião em Cedeira
Um momento da junta de constituição da Rede da GaliLusofonia o 24N. Foto cedida por Gonzalo Constenla.
Um momento da junta de constituição da Rede da GaliLusofonia o 24N. Foto cedida por Gonzalo Constenla.  

Na súa junta de constituição o passado 24N em Braga, a Rede definiu os seus objetivos específicos, bem coma a sua organização interna.

 

 


Um dos seus principais objetivos é impulsionar a inclusão de conteúdos curriculares em todos os sistemas educativos da lusofonia que tornem evidente a história, língua e cultura comúns entre o galego e o português.

Tencionam também recuperar, difundir e promover o património cultural comum, bem como promover circuitos estáveis de artistas quer em Portugal quer na Galiza.

Canto à sua estrutura interna, foram criadas cinco comissões e estabelecidas as suas áreas de trabalho: comissão de gestão, de difusão, de subsídios, de publicações e de comunicação.

“Nestes momentos”, diz a Sermos Galiza Gonzalo Constenla, representante de aRi[t]mar Galiza e Portugal e da Escola Oficial de Idiomas de Santiago na Rede, “vamos fazer consultas com o Ministério do Interior quer na Galiza quer em Lisboa visando darmos-lhe à Rede um formato de associação internacional ou, se não for possível, criarmos duas entidades distintas, uma em Portugal, a outra na Galiza, mas com o mesmo nome, estatutos e objetivos. Faremos aquilo que seja mais operativo".

A Rede acordou ainda ter a sua próxima reunião em Cedeira, durante a realização do festival Traz outro amigo também.



x