O povo português vira as costas às políticas da Troika

O povo português vira as costas às políticas da Troika
Eleitores portugueses, no momento de votarem
Eleitores portugueses, no momento de votarem  

O PSD, Passos Coelho e o seu governo são os grandes derrotados nas autárquicas de Portugal. Eles pagam a portagem de terem assumido como próprias as políticas da Troika. O PS seria o partido mais votado no conjunto do país e o PCP avançaria as suas posições, nomeadamente no sul, a conquistar câmaras municipais como a de Évora. O Bloco teria perdido a única autarquia que presidia, a de Salvaterra de Magos.



Os resultados das eleições autárquicas em Portugal não deixam dúvidas: @s [email protected] viram as costas às políticas da Troika infligindo uma clara derrota nas urnas ao governo de Passos Coelho.

O PS foi o partido mais votado no conjunto do país, com o 36,34%. Mesmo assim, caiu a respeito da sua percentagem de há 4 anos. Em 2009 obtivera o 37,66%, quando tinha como líder a Sócrates, naquela altura primeiro ministro.

A queda do PSD de Passos Coelho é muito significativa: do 22,95 de 2009 ao 16,59%.

A nível nacional, a força política que mais cresce é a CDU, a coligação do PCP com Os Verdes. Em 2009 ficou perto dos 10 pontos, com o 9,75%. Desta volta obtém o 11,09%.

Quem sofre uma pesada derrota é o Bloco de Esquerda, que cede muitos milhares de votos. Em percentagem de voto passa do 3,02% ao 2,42%. Porém, as autárquicas nunca foram as eleições do Bloco, que continua a ter na presença territorial o seu ponto mais fraco.

Apesar dos esforços do candidato do PSD à Câmara do Porto, Luís Filipe Menezes, por se responsabilizar em solitário da sua derrota face ao independente Rui Moreira, o certo é que o PSD perdeu em Lisboa, Porto, Gaia e em Sintra. 

O PS seria o partido mais votado no conjunto nacional, enquanto que o PCP é a força polític que mais cresce, nomeadamente no sul do Tejo

"A derrota é minha, exclusivamente minha. Não é do meu partido, nem do primeiro-ministro, nem do Governo, nem dos meus apoiantes", apressou-se a declarar Menezes. Contudo, o apuramento dos votos está ainda sem finalizar e o PSD poderia mesmo ficar em terceiro lugar no Porto.