Que ocorre na pintureira monarquia borbónica espanhola?

Acumúlansenos  as noticias negativas de tal jeito que já não sabemos a que atender nem sobre que opinar. O desprestigio da Justiça espanhola no sentir popular adquire dimensões que exigem  tomar medidas urgentes de cara a todos os processos mais ou menos mediáticos em curso, mas também em todo o âmbito da...

Quando o escândalo se constitue em quotidianeidade

Neste Reino e Monarquia, com origem numa ditadura, não parece que a excepcionalidade seja o escândalo, senão que o escândalo é o quotidiano, o normal. E os súbditos semelha que já nos imos acostumando e, como sempre que não somos capazes de enfrentar a sordidez, limitamo-nos a fazer chança inundando as redes de...

Inseguridade jurídica e transversalidade de poderes

Que existe inseguridade jurídica é algo perfeitamente assumido polos súbditos do Reino de Espanha. A transversalidade entre os três Poderes não merece perda de tempo em discuti-la. Mas provavelmente o mais desacougante é que acima de todos os contubérnios jurídicos ou políticos aparece o Ser Superior que é o...

Facemos algo com o passado quando volve?

  Na edição do domingo 14 de Outubro de Faro de Vigo , pensava disfrutar lendo as Memorias de minha lutadora amiga Ana Miguez , redigidas polo magnifico jornalista que é Fernando Franco , quando, aberta a pagina e destacado a segundo nível, Ana manifestava, referindo-se ao peche da Associação Alecrim e...

Alguien...Cantó

Fai-me lembrar a letra de uma canção de meus tempos mozos, onde vai, algo assim como “tal vez no supe hablar cuando debí/ mi mente controló  mi corazón/el precio que pagué fue verme asi/ y cuado oí tu voz alguien (Toni) CANTÓ”. Pois sim, o inefavel Sr. Cantó ja debía andar ou presentirse por aquelas datas...

Mantenelha e não emendalha

Conhezedes o caso do condutor que circulando a contramão por uma autoestrada, ao escoitar na rádio do automóvel uma mensagem de emergencia de que por essa autoestrada circulava um veículo em direcção contraria, exclamou: “como um?, todos, todos circulam a contramão”. Pois bem, no caso do inefável juiz Pablo...

Parvadas

Pode que não tenha nada que ver uma com a outra cousa. Pode que se me critique por mesturar churras com merinas. Mas o certo é que esta manha, quando vim nos jornais o tratamento do falescimento de Albor, com essa cultura de incensar aos mortos, não pudem por menos que comparalo (que lhe vou fazer se me veu á...

Irrelevancia e aproveitamentos. Esclarecimentos após unha conferencia de Lores

O passado 28 de Junho num evento do Forum Europa , em Vigo, apresentei a Miguel Anxo F. Lores , alcalde de Pontevedra, que falou sobre o trabalho realizado na cidade do Lérez por ele e sua equipa no ámbito urbano e viario para conseguir um modelo de cidade mais humana e mais amavel, como é actualmente Pontevedra....

Parvoice ou cinismo?

Onte (1) quem ficou assombrado fum eu quando olhei na televissão as declarações de Nuñez Feijoo respecto recusar competir pola presidencia do PP.   Varias vozes neste diario dixital, e a propia oposição parlamentar, se manifestaron sobre os motivos que puderom levar a Feijoo a descolgarse da...

Dialogar é conversar ou parlamentar?

Vem a conto a pergunta porque Pedro Sánchez no seu discurso de asalto ao poder falou de diálogo e nas primeiras decissões parecem anunciar conversa (falar uma pessoa com outra alternando os turnos de palavra) mais que parlamento (discutir sobre um assunto ou sobre um problema com a intenção de chegar a um...

O alburgueiro

p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 10.0px 0.0px; text-align: right; font: 11.0px 'Trebuchet MS'; -webkit-text-stroke: #000000} p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 10.0px 0.0px; text-align: justify; font: 11.0px 'Trebuchet MS'; -webkit-text-stroke: #000000} span.s1 {font-kerning: none} span.Apple-tab-span {white-space:pre}...

Também som letras galegas, a J...

… a G , a Ç , os dígrafos NH e LH e o uso padrão do V e do B, entre outras varias reividicações de sintaxe e de morfología, para adequarnos ao galego-portugues internacional que nos leva a normalizar a nossa escrita, reintegrándonos ao tronco común da lusofonia.   O...

Tribulações de um reintegracionista para modificar seu apelido

Seu apelido ou seu nome. Ultimamente neste digital esta-se a reivindicar o direito que todos temos de reintegrar ao galego nossos apelidos ou nomes deturpados ou castelanizados. Eu ao remate de este escrito vou deixar um resumo dos trámites e condições que devem darse para obter a modificação. Mas, primeiro, vai...

Os reais (reais?) parabéns á justiça

No ano de 2013, último do que tenho dados completos, o Tribunal Europeu de Direitos Humanos admitiu a trámite treze demandas apresentadas contra o Reino de Espanha em materias do Convenio Europeu de Direitos Humanos, das que rejeitou quatro, condenando ao Estado espanhol nas sete restantes por considerar a...

Margarita

Asim Marga, porque tu não precisas apelidos ainda que teu nome poda ser repetido. Uma inoportuna efermidade impediume celebrar contigo o merecidísimo reconhezimento que Galiza te fai a través do Premio Otero Pedrayo e tambem me demorou em escrever sobre a alegría que sinto porque ao longo do tempo se te vai...

Desprezam e retrucam

  …com a impagavel colaboração dos “nossos”; mais bem “os deles”. O aborrecimento que para com nossa lingua mostram os monolingüistas espanhois em geral transmitido a patufos desleigados e diminuidos do país que não querem escoitar falar nem...

Catalunya, España t'estima

  ... a pesar de que já desde o século XVII os catalães tiverom que revoltarse contra Castela pola sua política imperialista, primeiro os camponeses do Vallés, chefiados polos Bispos de Vic e Barcelona e posteriormente os segadores, declarando Pau Claris a...

Felipe VI na senda de seus homónimos

Numa reflexão de urgencia (dous términos antitéticos) perante o discurso do Borbón, ainda que tal vez ja obsoleta quando se publique este artigo, não podo esquecer a imagen dos outros dous Borbons tambem chamados Felipe. Há pouco publicava um comentario referido á...

Sic transit gloria mundi

Há poucos días o Faro de Vigo cualificava como de viral a esquela por eles publicada do particular velatorio de uma profesora de inglés que invitava aos amigos “ con vino y tortilla ”. Sentindo que eu podia perder com aquele adianto meu dia de gloria por não ser o primeiro,...

Ironias democráticas com Venezuela no horizonte

Nesta barafunda de noticias, opiniões e interpretações que monotonamente e quase de conteúdo idéntico nos achegam os gurús da noticia, o comentario ou a interpretação política sobre a situação e sucessos na República Bolivariana de...

Gratidão

No magnífico discurso/arenga de dona Ana Pontón (com categoria para excelencia) na Praça da Quintana lembrou aos que há mais de coarenta e cinquenta anos lutarom/lutamos em condições bem desfavoraveis para que hoje, com os altibaixos passados, exista uma conciencia nacional...

Catalunya no horizonte

Por suposto no nosso horizonte, que temos que mirar com interese, simpatía e prevenção. Do que poda ocorrer teremos que tomar boa nota.     Catalunya, com Euskadi e Galiza integran as tres nações sem autogoverno dentro do Estado español; nas...

Laiarse

NÃO. ACUSAR. Na proximidade do Dia da Patria não devemos laiarnos da desfeita que com esta nosa patria, com o povo galego, com o nosso presente e o futuro dos nossos filhos fai um governo que se chama a si mesmo galego e que só aparenta ser um remedo, desfigurado, do que significaria uma...

Gaélico

Há poucos días minha amiga e colega Elsa Quintas obsequioume com um livro titulado A Boca Pobre  do irlandés Flann O’Brien , na sua versão em galego. O autor relata em clave de humor, e com certo exagero, a dificil vida do irlandés colonizado e da pervivencia do seu...

Xohana Torres e Lola

No mes de março do passado ano, na recepção que a Cámara Municipal de Compostela deu á Irmandade dos Vinhos Galegos com motivo dos seus vintecinco anos de vida, eu felicitava ao Alcalde por ter resucitado o Premio Xohana Torres, que tanto gratuita como estupidamente havia sido...

Floreiras

Assim, em femenino, define o Dicionario da Lingua portuguesa, Porto Editora (que é o que eu emprego) “o vaso onde se colocam flores”. Estes días nos noticieros desfiarom bom número de esta “floreiras”, mulheres inútiles, sem outro objecto  que o de adornar...

Parece que lhes doe

A desaparição na web da Casa Branca USA do idioma castelhano, ao parecer ja reposto, ocasionou moitedume de protestos em todos os estamentos espanhois; sim, espanhois, incluidos os estamentos espanhois na Galiza, políticos e culturais. Objecto de críticas e reclamações por...

Perdas

Consequencias da idade é que cada ano traze novas perdas que ja não compensas com os achádegos que a vida no seu percurso nos depara. Na minha idade prefiro não fazer reconto anual no que me levarom os doze meses anteriores, pois só obtenho xenreira e tristura. No finado ano...
x